topo

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 09 de Novembro de 2017 às 09h21

A farinha funcional que auxilia no controle da diabetes

Revisões (11)

A biomassa da banana é uma pasta que atua como excelente espessante, e que pode ser utilizada de várias formas e em diversos pratos, sem provocar alteração no sabor das refeições. Ela possui fibras, minerais e vitaminas e atua contribuindo para o aumento do volume do alimento.

Por ser um alimento que contém carboidratos complexos de digestão lenta, pode auxiliar em diversas doenças crônicas não transmissíveis, como por exemplo, DM2, ajudando a promover saciedade e na redução de peso. O principal componente da biomassa é o amido resistente (AR), que é encontrado em qualquer fruta verde, que ao longo do amadurecimento é convertido em açúcares, conhecido como dissacarídeo. 

O AR não é absorvido no intestino do homem, porém é fermentado no intestino grosso e ainda resiste à ação enzimática. Segundo a ANVISA, o AR é enquadrado no grupo das fibras alimentares, sendo portando considerado um constituinte com propriedade funcional.

Estudos afirmam que a fibra e o AR tem praticamente a mesma contribuição para a diminuição do índice glicêmico (IG) do alimento, dando um resultado de melhor resposta glicêmica e como consequência, menor resposta insulínica, o que pode ajudar no tratamento de diabetes, principalmente a DM2. Diversos estudos demonstram que uma suplementação utilizando a biomassa de banana influencia na glicemia, o que é benéfico para o tratamento de diabetes, principalmente do tipo 2.

Um estudo, realizando uma pesquisa em ratos, concluiu que a farinha do fruto-de-maracujá do mato desidratado possui, em ratos normais, efeito inibitório sobre a absorção de sacarose e em ratos diabéticos, possui efeito hipoglicemiante, ajudando no controle de DM2. Após o uso da farinha da casca de maracujá amarelo, os níveis glicêmicos dos portadores de diabetes foram compatíveis com os de uma ação positiva no controle de glicemia como princípio ativo das terapias convencionais em portadores de diabetes e a percepção de sua ação não foi a longo prazo, foi imediato.

A linhaça é um alimento funcional porque além de suas funções naturais exerce também um efeito benéfico à saúde dos consumidos, ela pode ser consumida nas mais diferentes formas, in natura, em alimentos processados e na forma de farinha. Portanto, introduzir essa semente em diversas preparações ajuda no aumento do seu consumo pela população, o que pode ocasionar em benefícios à saúde para o consumidor.

Referências:

MACHADO, Líllian Duarte et al. Aceitação sensorial e intenção de compra de cupcakes elaborados com diferentes concentrações de farinha de linhaça marrom.

CARDOSO, Hélen Cristina Silva. Nutrição funcional e seu envolvimento no Diabetes Mellitus tipo 2. 2017.

Veja também

PeptgenDerma 9 Colágeno com Amora com Hibisco12/04/16 Uma das principais causas do envelhecimento é a perda do colágeno pelo organismo. Os músculos ficam flácidos, a densidade dos ossos diminui, as articulações e os ligamentos perdem elasticidade e força motora. A perda de colágeno ocorre a partir dos 30 anos, quando o corpo passa a perder 1% da proteína ao ano. De modo geral os estudos têm focado no......
Atleta Revitá participa do Campeonato Sul Brasileiro30/11/15 A fisiculturista Elen Cristina Piazza e também atleta CháMais da equipe Revitá participa, nesta semana, do Campeonato Sul Open 2015. O evento será realizado nos dias 4 e 5 de dezembro no Infinity Blue Resort&Spa, em......

Voltar para Revisões