topo

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 27 de Outubro às 09h40

Maca Peruana e suas propriedades etnomedicinais

Revisões (7)

A maca peruana é uma raiz que está associada a benefícios para a saúde. Alguns estudos feitos com ratos mostraram um aumento efetivo na quantidade de espermatozoides destes roedores, o que leva a conclusão de ser benéfico para problemas de fertilidade, além de ser um alimento com propriedades antioxidantes, entre outros benefícios a saúde humana.

A maca tem se destacado na área dos novos alimentos devido as suas funções relacionadas com a saúde e bem-estar de pessoas que buscam uma alimentação de alto valor nutricional. Este alimento é uma fonte abundante de proteínas, ácidos graxos insaturados e minerais. As raízes de maca fresca têm teor de água superior a 80 %. Já a raiz desidratada de maca contém 8,87–11,6 % de proteínas, 1,09–2,2 % de lipídios, 54,6–60,0 % de carboidratos (23,4 % de sacarose, 1,55 % de glicose, 4,56 % de oligossacarídeos e 30,4 % polissacarídeos), 8,23–9,08 % de fibra, 4,9–5,0 % de cinzas e um teor de energia de 6630 kJ.kg-1.

Existem 18 tipos de aminoácidos na raiz de maca. Entre eles sete aminoácidos essenciais são encontrados, e seu conteúdo é maior do que os de batatas e cenouras. A porcentagem de ácidos graxos insaturados, tais como ácido linoleico e oleico, é 52,7–60,3 % dos ácidos graxos totais, o que mostra uma boa composição de compostos insaturados.

Entre os potenciais benefícios desta raiz destacam-se a capacidade de aliviar o reumatismo, doenças respiratórias, regular a secreção hormonal, estimular o metabolismo, melhorar a memória, antidepressiva, combater a anemia, entre outros. A presença de alcaloides e esteróis, bem como os seus glucosinolatos e derivados, também pode ser correlacionada com a sua atividade benéfica contra o câncer de próstata. Além disso, a presença de fitosteróis e de outros metabolitos secundários na maca estão relacionados com a sua função de anti-osteoporose. Glucosinolatos (GLS) são os metabolitos secundários mais importantes na maca, sendo a maioria deles do tipo aromático.

Em virtude das diversas propriedades deste vegetal, seja como modulador da resposta contra o estresse oxidativo, regulador da glicemia, entre outras. Maiores investigações são fundamentais, visto que a maca está sendo cada vez mais inserida na sociedade em diversas formas de processamento e é consumida por muitas pessoas que acreditam no seu potencial preventivo e terapêutico.

Referências
TORMENA, Marcela Marta Lazaretti et al. Desenvolvimento de formulação para bolo contendo farinha de maca e yacon. 2016. Dissertação de Mestrado. Universidade Tecnológica Federal do Paraná.
MÔNICA, OSS-EMER et al. MACA PERUANA: EFEITOS NOS PERFIS NUTRICIONAL E BIOQUÍMICO DE RATOS. Anais do Encontro Mãos de Vida, v. 2, n. 1, 2016.

Veja também

Benefícios da farinha de feijão branco!23/05/16 A obesidade vem crescendo acentuadamente ao redor do mundo nos últimos anos e os potenciais riscos de sua prevalência e progressão envolvem as dislipidemias, hipertensão, doenças coronarianas e diabetes, entre outras.  Atualmente, estão disponíveis diversos produtos para o controle do peso e diminuição da glicemia, incluindo......
Estudo sobre Saúde x Fibras06/09/16 Alimento funcional é caracterizado por suas propriedades com funções fisiológicas e bioquímicas benéficas à saúde humana. O termo alimento funcional foi utilizado primeiramente em meados dos anos 80 no......
Romã e a saúde cardiovascular!25/04/16 A romãzeira, Punica granatum L., é um arbusto lenhoso da família Punicaceae, nativa da região que abrange desde o Irã até o Himalaia, a noroeste da Índia. Tem sido cultivada há muito tempo por toda a......

Voltar para Revisões