Aba 1

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 19 de Outubro de 2017 às 10h21

Maná Cubiu, sua riqueza amazônica.

Revisões (23)

A busca por novas fontes de nutrientes tem despertado o interesse do consumidor por frutas exóticas devido o sabor diferenciado, valor nutricional e muitas vezes efeito terapêutico muito divulgado cientificamente. O maná cúbiu (Solanum' sessiliflorum Dunal) é um fruto considerado exótico e de origem brasileira, pouco conhecido comercialmente sendo sua principal forma de consumo em saladas. A denominação do fruto é maná cubiu, mas encontra-se na literatura “mana cubiu”, “mana cubiu”, “maná cúbiu”, “cubiu”, variando de região para região.

É um fruto rico em niacina, ácido cítrico e pectina e populações tradicionais da Amazônia o utilizam de diversas maneiras, tais como, medicamentos, cosméticos e alimentos. Quanto à niacina, o maná cubiu apresenta uma concentração três vezes superior à da berinjela, reconhecidamente um dos vegetais mais ricos nesta substância. A niacina contribui para um sistema digestivo saudável, melhora a circulação e reduz a pressão alta do sangue, o colesterol e os triglicerídeos. Além da niacina, é rico em fibras, fósforo, vitamina C e pectina.

O fruto pode ser considerado suculento devido ao elevado teor de umidade. O alto valor da acidez contribui no sabor do fruto e permite um fator de diluição elevado na formulação de sucos, consequentemente aumentando o seu rendimento industrial. O valor de sólidos solúveis, de 5 a 8, contribui para a quantidade de açúcares redutores no fruto. A baixa concentração de compostos fenólicos confere sua baixa adstringência. O fruto pode ser considerado altamente dietético por apresentar baixo valor calórico e por conter valores significativos de fibra alimentar.

Como medicamento, o maná cubiu é utilizado no tratamento da anemia, da pelagra e, principalmente, no controle dos níveis elevados de colesterol, ácido úrico e glicose no sangue. A utilização de alimentos integrais e dietas ricas em fibra solúvel são bem conhecidas por seu efeito sobre o trânsito intestinal, principalmente a pectina, que pode se ligar a ácidos biliares, atuar na troca de cátions, modificar a biodisponibilidade de minerais e ainda influenciar em alguns pontos do metabolismo glicídico e lipídico. A niacina contribui para um sistema digestivo saudável, melhora a circulação e reduz a pressão alta do sangue, o colesterol e os triglicerídeos. Por ser um fruto rico em niacina, com alto teor de atividade antioxidante, o maná cubiu apresenta muitas propriedades funcionais que ainda precisam ser estudadas.

Referências:

FUJITA, Érika; VIEITES, Rogério Lopes; DAIUTO, Érica Regina. Qualidade dos frutos de maná-cubiu minimamente processados submetidos a dois tipos de corte e diferentes concentrações de ácido ascórbico. Revista Iberoamericana de Tecnología Postcosecha, v. 14, n. 2, p. 238-244, 2013.

FURLANETO, Karina Aparecida. Qualidade nutricional e aceitabilidade da geleia convencional e light de maná cubiu. 2015.

Veja também

PROTEÍNA VEGETAL RECUPERAÇÃO CELULAR E AÇÃO TERAPÊUTICA27/11/17 Por Daniela Mazuco. A proteína é uma macromolécula composta basicamente por cadeias lineares de aminoácidos. As proteínas são constituídas por aminoácidos, existindo 20 aminoácidos diferentes, que podem ser combinados em milhões de formas distintas. Existem dois tipos de aminoácidos: os essenciais e os não essenciais, sendo......
Vegetarianismo!10/10/16 O vegetarianismo abrange ampla variedade de práticas dietéticas com diferentes implicações para a saúde. Assim, há diferentes definições e fundamentações das práticas vegetarianas,......
Suplementação com Picolinato de Cromo!19/12/16 O cromo é um elemento que representa menos que 0,01 (p.100) do total da massa corporal dos animais. Contudo, existem inúmeras evidências demonstrando sua influência no metabolismo dos carboidratos, lipídeos, proteínas e......

Voltar para Revisões