topo

REVISÕES E ESTUDOS

Postado em 25 de Setembro às 07h53

Vitamina E: a AMINA da vida

Vitaminas antioxidantes protegem a membrana plasmática reagindo com e removendo radicais livres, e então interrompendo a reação em cadeia. Vitamina E e vitamina C são considerados os mais importantes nutrientes antioxidantes. A vitamina E pode ter também outras propriedades antiaterogênicas. Quando a vitamina E trabalha como um antioxidante, ela é oxidada até o radical prejudicial α-tocoferoxil, que necessita ser reduzido de volta à α- tocoferol. Vitamina C pode regenerar o radical α-tocoferoxil à α-tocoferol. Teoricamente, suplementando indivíduos de alto risco com altas doses de vitamina E somente, poderiam tanto promover quanto reduzir a peroxidação lipídica. A deficiência de vitamina C também é associada com o aumento de riscos de doenças coronárias.

A vitamina E (tocoferol) é o principal antioxidante lipossolúvel nas membranas celulares. Protege contra a oxidação lipídica por atuar diretamente sobre radicais livres derivados do oxigênio, oxigênio "singlet", produtos de lipoperóxidos, e radical superóxido, formando radical tocoferol inócuo. A vitamina C interage com o tocoferol, regenerando o tocoferol reduzido, e desta forma, a relação vitamina C:vitamina E pode ser biologicamente mais importante que os níveis absolutos de vitamina C.

Os epidemiologistas estão muito interessados em avaliar a relação entre a ingestão de alimentos ricos em antioxidantes e a incidência de câncer e doenças cardiovasculares, especialmente no que se refere à vitamina C, vitamina E, β- caroteno e selênio.

Vitamina E, o principal antioxidante lipossolúvel, contribui para a prevenção da aterosclerose através da inibição da oxidação do LDL colesterol. Uma correlação inversa tem sido mostrada entre as concentrações de Vitamina E no plasma e a taxa de mortalidade coronária em vários países europeus, sugerindo um efeito protetor da vitamina E contra a aterosclerose.

Os autores realizaram um estudo para avaliar o grau de associação entre a vitamina E e doenças coronárias em 62 pacientes ateroscleróticos angiograficamente confirmados. Vitamina E no plasma e a fração LDL foram medidos por HPLC. A susceptibilidade do LDL à oxidação foi testada pela formação de substâncias reagentes ao ácido tiobarbitúrico (TBARS). Nos pacientes ateroscleróticos, um menor teor de vitamina E no plasma foi associado ao aumento na susceptibilidade do LDL à oxidação. Estes resultados corroboram a hipótese que a vitamina E exerce um importante papel na prevenção da aterosclerose.

Referências:

CATAPANO, A. L.; MAGGI, F. M.; TRAGNI, E. Low density lipoprotein oxidation, antioxidants and atherosclerosis. Current Opinion in Cardiology, v. 15, n. 5, p. 355-363, sep, 2000.

FREITAS, Daniela GC; MORETTI, Roberto H. Caracterização e avaliação sensorial de barra de cereais funcional de alto teor protéico e vitamínico. Ciência e Tecnologia de Alimentos, v. 26, n. 2, p. 318-324, 2006.

Veja também

Equipe Revitá é a melhor do CrossFit No/Ne!05/07/16 Os atletas da Equipe Revitá Eder Evangelista Costa e Renata Pita Pimentel lideraram o pódio durante as seletivas Norte-Nordeste do Torneio CrossFit Brasil que aconteceram nos dias 02 e 03 de julho em Recife. O final de semana foi de casa cheia no Bunker Crossfit. Como prometido nossos atletas estiveram no topo O primeiro lugar feminino foi de Renata Pita Pimentel e o primeiro masculino com o coach......
Caffeine a explosão de energia que faltava no seu treino!08/05 Os suplementos dietéticos, em sua grande maioria, são constituídos por uma série de estimulantes como erva-mate, guaraná, chá verde e outros produtos de origem vegetal que contêm cafeína. Existem diversos......
Lactoferrina26/12/16 A lactoferrina (Lf) é uma glicoproteína de 80 kDa que Pertence à família da transferrina e é abundante na Colostro e leite de mamíferos. A concentração de Lf no colostro é de 5-13 g / l e é......

Voltar para Revisões